Bubbles limpas

EMBOLIA PULMONAR

O QUE É EMBOLIA PULMONAR?

 

Embolia pulmonar, também conhecida como tromboembolismo pulmonar (TEP), é a obstrução  de uma artéria pulmonar ou de um de seus ramos ocasionada por um coágulo de sangue. Geralmente ocorre quando um trombo venoso (sangue coagulado de uma veia) se desloca de alguma parte do corpo e “viaja” pela circulação, chegando aos pulmões e provocando uma obstrução repentina de alguma artéria (embolia). É uma doença potencialmente grave, que se não identificada e tratada a tempo pode levar rapidamente a um desfecho fatal. 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS PRINCIPAIS DE EMBOLIA PULMONAR?

Dispnéia (falta de ar) de início súbito podendo ser intensa e dor torácica para respirar acompanhados ou não de tosse com sangue (hemoptise) são os sintomas mais característicos da embolia pulmonar. Sinais de trombose nas pernas como vermelhidão, inchaço e dor devem ser pesquisados pois geralmente precedem a embolia, já que a maioria dos êmbolos que migram para os pulmões se formam nos membros inferiores.

QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO PARA EMBOLIA PULMONAR?

Os principais fatores que aumentam o risco para embolia são  a presença de algum tipo de neoplasia (câncer), períodos longos de repouso no leito (pacientes acamados e com pouca mobilidade), viagens prolongadas na posição sentada (tanto terrestres quanto aéreas longas), tabagismo, algumas doenças genéticas que  pré-dispõem fenômenos tromboembólicos, gravidez, uso de anticoncepcionais, obesidade e alguns tipos de procedimentos cirúrgicos, principalmente no período pós-operatório. 

Uma pequena parcela dos casos podem se desenvolver a partir da embolização de ar (embolia gasosa) ou gordura (embolia gordurosa).

 

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DE EMBOLIA PULMONAR?

 

O diagnóstico baseia-se na suspeita clínica diante dos sintomas característicos em pacientes que se enquadram nos fatores de risco. A confirmação se faz preferencialmente através de uma Angiotomografia de Tórax, exame contrastado que consegue visualizar a presença de trombos na circulação pulmonar, podendo mostrar também áreas de infarto pulmonar. Alguns exames de laboratorio, bem como um eco doppler venoso dos membros inferiores, um ECG e uma ecocardiografia ajudam a estabelecer a magnitude do evento.

QUAL É O TRATAMENTO PARA EMBOLIA PULMONAR?

 

O tratamento é feito a base de anticoagulantes por via oral, subcutânea ou endovenosa, além de oxigênio e suporte hemodinâmico dependendo da magnitude do evento. Em casos mais graves poderá haver indicação de trombolíticos (medicações que desmancham os trombos) e até a remoção cirúrgica dos trombos através de procedimentos endovasculares. 

DR. CESAR CASTELLAN

PNEUMOLOGISTA

CREMERS 18204 | RQE 8919

Prefere telefonar?

Clique aqui

CONSULTÓRIOS EM PORTO ALEGRE/RS:

24 de Outubro, 1681. Sala 301 e 302 - Moinhos de Vento. Tel. (51) 3333.2692 | WhatsApp (51) 99911.0395

Andradas, 1727. Sala 85 - Centro. Tel. (51) 3221.7574

  • icone_edited
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco

© 2020 Dr. Cesar Castellan. Todos os direitos reservados.